Tecnologia Nanocor vence Grande Prémio BES Inovação 2011

A aplicação de nanopartículas de sílica coloridas para tingir tecidos, tecnologia desenvolvida por uma equipa liderada por Jaime Rocha Gomes, professor catedrático de Engenharia Têxtil, da Universidade do Minho (UMinho), venceu a sétima edição do Grande Prémio BES Inovação, atribuído em 7 de Dezembro de 2011, em Lisboa. Esta tecnologia, denominada Nanocor, não polui, não exige sal e poupa 70 por cento da água no processo. Além disso, a cor fica mais intensa, uniforme e resistente à lavagem e ao atrito.
As nanopartículas coloridas podem ser aplicadas a todas as fibras naturais, incluindo o cabelo.* A equipa publicou resultados de experiências em que foram obtidas várias cores com resistência às lavagens com champô. Evitam-se assim os corantes que podem ser potencialmente alérgicos e, a prazo, cancerígenos. Esta aplicação poderá assim vir a pôr fim à deposição de corantes nos efluentes, que são de difícil eliminação e bloqueiam a luz à fauna e flora.
“Este prémio vai divulgar o Nanocor e permitir avaliar a sua viabilidade económica. Vamos registar a patente internacional e ajudar a empresa Ecoticket, ‘spin-off’ da UMinho, a melhorar a tecnologia”, afirmou Jaime Gomes.

* Mais informações em: Diffusion of coloured silica nanoparticles into human hair, Coloration Technology Vol. 127 (2010) 55-61.

Advertisements

~ by vascoteixeira on January 3, 2012.

 
%d bloggers like this: